Quem foi Edgard Armond?

Esta página é dedicada a esse espírito que em recente passagem pela terra foi conhecido entre nós como Edgard Armond. Para os espíritas, em especial daqueles que conheceram sua obra e seus esforços, Comandante Armond, carinhosa alusão a sua formação militar.

Armond teve papel fundamental na construção de um espiritismo organizado e metódico, aspecto fundamental para sua aceitação e difusão pelo Brasil. Em São Paulo, integrando a equipe de dirigentes da Federação Espírita de São Paulo – FEESP – lançou as bases de um modelo que seria mais tarde referência para todos os modelos atualmente utilizados – A Escola de Aprendizes do Evangelho.

A Escola foi a concretização de um sonho de Allan Kardec: as escolas de espiritismo. Porém, Armond enxergando mais adiante, compreendeu que além de ensinar espiritismo, as escolas deveriam ensinar o evangelho de Jesus, levar às pessoas os instrumentos que seriam capazes de ajudá-las a se tornarem pessoas de bem, isso através de uma linguagem que fosse acessível a todos, dos mais letrados aos mais simples.

A Fraternidade Espírita Jerônimo Mendonça, que adota e aposta no modelo idealizado por Armond e outros valorosos companheiros (modelo lançado primeiro na FEESP e que posteriormente teve continuidade e desenvolvimento na Aliança Espírita Evangélica), acredita firmemente que a proposta de evangelizar os seres humanos através da vivência da doutrina espírita em seus valores religiosos cristãos é o caminho certo para a construção de uma sociedade mais justa, solidária, pacífica e equilibrada.

Dizem alhures que Kardec está ultrapassado, o mesmo se tem dito das palavras e lições de Armond. É uma pena, pois ditos como esses vêm de pessoas que ou não conhecem sua obra ou não a estudaram em profundidade, limitando-se à superfície. Lendo nossas postagens, você constatará que não somente Allan Kardec, como Edgard Armond, são atualíssimos. Obviamente, haverá pontos discordantes, afinal mais de meio século nos separa do tempo em que Armond produziu a maior parte de seus escritos, o que obriga a contextualização na interpretação.

É só seguir a recomendação de Paulo de Tarso: “examino tudo e retenho o que é bom” – 1 Tessalonicenses 5:21.

Estaremos, assim, periodicamente, postando escritos de Armond (Como dizia o Comandante…) retirados de suas obras, para que não caiam no esquecimento. Saber valorizar o lado bom dos esforços daqueles que se dedicaram a essa doutrina santa é dever de todo espírita sincero e apegado à verdade que em doses progressivas nos chegam reveladas sob diversas formas e meios. Acreditamos que alguns desses lampejos podem ser encontrados nas obras do Comandante, assim como em todas as obras bem inspiradas e voltadas ao bem.

Deixamos, portanto, nesta página, nosso tributo de gratidão a Edgard Pereira Armond.

7 pensamentos sobre “Quem foi Edgard Armond?

  1. Tive o prazer de estudar nas escolas tanto da FEESP como da Aliança Espirita Evangelica , concordo plenamente com a opinião publicada aqui com relação a kardec e Armond, ambos realizaram trabalhos de gigantes, ao organizarem, sistematizarem e ao tornarem publica a Doutrina Espirita , de forma a torna-la lógica, acessível e compreensível.
    Bendita seja a Doutrina Espirita, benditos sejam seus trabalhadores os quais tudo devem ao incansável trabalho de Kardec e Armond

  2. Não dá pra entender nem participar do Movimento Espírita sem conhecer as Obras Básicas de Kardec,não só por serem a fundamentação teórica da Doutrina Espírita,como também porque foi com ele que tudo começou…Os livros que li de Edgard Armond, “Os Exilados de Capela”,”Na Cortina do Tempo” e “ALmas Afins” me ajudaram a entender,por exemplo,como a alta espiritualidade,sob o comando de Jesus Cristo,povoou o Planeta Terra. Li, junto com essa clássica trilogia, o maravilhoso livro “A Caminho da Luz”,de Emmanuel, e percebi como se complementam e se enriquecem.Com certeza não dá nem para ler as obras espíritas contemporâneas sem ter passado antes por Kardec e por Armond. Para mim eles, são a base que ajuda a entender e até a criticar,de forma positiva, tudo o que veio depois.

    • Obrigado pelo excelente comentário, Patrícia. Concordamos com você, Armond, André Luiz, Emmanuel, Philomeno de Miranda, Joanna de Angelis, são autores fundamentais para melhor compreender e entender a evolução da doutrina espírita.

  3. uma duvida me intriga, na obra exilados da capela EA diz que jesus teve outras encarnacoes em nosso planeta como juno, krisna, buda e outros. O que voces acham dessa afirmacao ja que varios espiritas dizem que jesus so teve uma encarnacao em nosso orbe e que tal encarnacao foi precedida de uma preparacao de cerca de mil anos e foi motivo de uma das tres reunioes dos grandes lideres espirituais de nosso sistema solar sobre nosso planeta?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s