O 7º Congresso Espírita Mundial em Cuba é marco histórico

e1

O 7º Congresso Espírita Mundial, promovido pelo Conselho Espírita Internacional, em Havana (Cuba), foi um marco na história do Movimento Espírita cubano e internacional. O CEI e a Federação Espírita Brasileira doaram a Cuba uma edição especial, em espanhol, de O Evangelho segundo o Espiritismo e, no mesmo “container” de livros havia vários títulos em espanhol editados pelo IDE.

Dias antes houve um pré-Congresso na região leste de Cuba, com palestras e visitas a Manzanillo, Bayamo e Sierra Maestra, com cerca de 1.200 participantes. No Congresso propriamente dito foram 2.012 os inscritos, dos quais 1.200 cubanos.

Entre os 31 países presentes, tiveram maior número de participantes: Brasil – 569; Colômbia – 55; Estados Unidos – 41; México – 18; Uruguai – 16; Panamá – 12; Inglaterra e Portugal – 10.   Como parte de tradição local, antes do início do Congresso, houve homenagem pública (foto) em praça central ao herói nacional José Julián Martí Pérez (1853–1895), que foi também simpatizante de ideias espíritas.

O Teatro Lazaro Peña esteve lotado durante todo o período de 22 a 24 de março. Na abertura (foto) e em vários momentos compareceram representantes do Governo de Cuba: Abel Prieto Jiménez, assessor do presidente da República; Caridad Diego Bello, diretora do Departamento de Assuntos Religiosos do Governo, e sua assessora Eloísa Valdez, assessora do Ministério da Justiça.

        Divaldo Franco foi homenageado durante o evento

e2

Servando Agramonte, líder do Movimento Espírita Cubano, e Manuel De La Cruz, organizadores do evento, usaram da palavra. Divaldo Pereira Franco (foto) proferiu as conferências de abertura e de encerramento e foi homenageado durante o evento pelo seu trabalho pela paz.

Na conferência de abertura, proferida no dia 22, Divaldo Franco abordou o tema central do evento (“La Educación Espiritual y la Caridad en la Construcción de un Mundo de Paz”). Na conferência final, no dia 24, o tema abordado foi “A Atualidade em um Mundo de Transição”.

Atuaram também como expositores:  Fábio Villarraga e Jorge Berrio (Colômbia); Charles Kempf (França); Vitor Mora Feria (Portugal); Eduardo Nanni (Bolívia); Jean Paul Évrard (Bélgica); Jussara Korngold e Vanessa Anseloni (EUA); Antonio Cesar Perri de Carvalho, Marlene Nobre, Roberto Fuina Versiani (Brasil); Elsa Rossi (Reino Unido); Ciro Labrada, Servando Agramonte, Raúl Hernández Espinosa, Manuel de la Cruz, Rev. Juan Ramón de La Paz (Cuba); José Velásquez (El Salvador); Maria de La Gracia de Ender (Panamá); Jorge Camargo Zurita (México); Odette Lettelier (Chile); José Vásquez (Venezuela); Salvador Martin (Espanha); Edwin Bravo (Guatemala); Eduardo Dos Santos e Edimilson L. Nogueira (Uruguai); Edgard Machuca (Porto Rico), e Gustavo Martinez (Argentina).

Próximo Congresso será em Lisboa, em 2016.

Ao longo do evento, como de costume, ocorreram diversas apresentações artístico-culturais. Ao final, foi informado que os vídeos sobre o Congresso estarão disponíveis em um novo site dentro de 40 dias (www.cubaespirita.org). O jornal oficial governamental “Granma”, em sua edição do dia 23 de março, trouxe notícia sobre o Congresso.

Durante os dias e em seguida ao Congresso também ocorreram reuniões da Comissão Executiva do CEI e Reunião Ordinária do CEI, oportunidade em que foi eleita a nova Comissão Executiva do CEI, e sua Comissão Diretiva: Charles Kempf, secretário geral; Antonio Cesar Perri de Carvalho, 1º Secretário; Elsa Rossi, 2º Secretário; Roberto Fuina Versiani, 1º tesoureiro, e Jean Paul Évrard, 2º tesoureiro.

Nessa reunião foram definidas várias ações internacionais, quando então se informou que o 2º Congresso Espírita Sul-Americano, promovido pela Coordenadoria do CEI da América do Sul, será realizado em Assunção (Paraguai) nos dias 13 a 15 de setembro de 2013.

Definiu-se também que o 8º Congresso Espírita Mundial, promovido pelo CEI, será realizado no segundo semestre de 2016, em Lisboa (Portugal), tendo como tema central “Em Defesa da Vida”.

O programa detalhado do Congresso, com os nomes dos oradores e os horários das palestras e demais exposições doutrinárias, pode ser visto clicando-se neste link: http://intercei.com/2013.

Mais informações: www.7cem.org; www.febnet.org.br

Anúncios

Inscrições abertas

Cartaz Evangelizaçao

·

Encontram-se abertas as inscrições para novos alunos para as turmas de Mocidade, Pré-mocidade e Evangelização Infantil da Fraternidade Espírita Jerônimo Mendonça.

As inscrições deverão ser feitas nos horários de funcionamento da Casa.

Raul Teixeira, um homem no mundo

raul teixeira96

Por
ALESSANDRO VIANA VIEIRA DE PAULA

Faz pouco mais de um ano que o confrade José Raul Teixeira sofreu um AVC e parece-me justo render uma homenagem a este valoroso trabalhador da doutrina espírita.

Fiquei pensando em como sintetizar a vida notável do amigo e confrade Raul Teixeira, e felizmente encontrei um texto recente de excelente qualidade, de autoria de Maria Helena Marcon, que foi publicado no jornal Mundo Espírita de agosto de 2012, em razão da homenagem prestada pela Federação Espírita do Paraná, de forma que tomo a liberdade de reproduzir esse texto, e, na sequência, acrescentarei outras informações sobre Raul Teixeira.

“Ele nasceu em Niterói-RJ, e sua trajetória de servidor do Cristo cedo se iniciou. Desde o dia em que adentrou a Mocidade Espírita do Grupo Espírita Leôncio de Albuquerque, a convite do amigo José Luiz Vilaça e, por insistência da mãe daquele, não mais parou.

Era o dia 8 de abril de 1967, e Raul Teixeira tinha dezessete anos. A inspirada coordenadora da Mocidade, Cecília Einstoss, lhe fez uma pergunta a respeito da temática do dia: o grande legislador hebreu.

Raul, apaixonado que era pelo personagem, discorreu por uns vinte minutos a respeito. Iniciava ali a sua jornada de bênçãos.

Continuar lendo…

 

Aliança promove encontro sobre Mediunidade

A Aliança Espírita Evangélica promoverá no próximo final de semana o 3º encontro de ‘Aliança do Futuro’, cujo tema será: ‘MEDIUNIDADE‘, que acontecerá em Belo Horizonte-MG.

Sintonizados com o encontro, reproduzimos, abaixo, o editorial de “O Trevo” do mês de julho.

No Espiritismo brasileiro, os centros espíritas, as uniões e federações são estruturas que organizam ações, somando esforços de instrução e atividade, e dão visibilidade e representatividade social ao coletivo de pessoas que participa das atividades espíritas.

A Aliança, porém, não constitui um centro ou federação, pois não tem finalidades estruturantes ou de representação social. Apoia e colabora com estas entidades, porém não concorre, compete ou disputa espaço com elas. Se possui um estatuto, sede e estrutura organizacional é apenas para viabilizar algumas ações necessárias junto à sociedade. Porém, essa Aliança estatutária não é a Aliança espiritual, a verdadeira Aliança, mas apenas um aspecto parcial e transitório desta. A rigor, é possível extinguir a primeira e preservar a segunda. Talvez um dia seja possível ou mesmo necessário tomarmos essa decisão.

A Aliança constitui um ideal de evolução espiritual que se tornou realidade através de uma série de atividades de estudo, trabalho voluntário e esforços de reforma íntima que, em seu conjunto, costumamos chamar “Programa da Aliança”. Em seu estágio atual, uniformizamos este programa para que a colaboração entre as pessoas e entidades que o adotam seja facilitada devido à unificação da linguagem. Porém, a Aliança do Futuro não deve ficar limitada ao que estamos fazendo hoje. Precisamos refletir principalmente naquilo que não estamos fazendo, mas deveríamos.

A sociedade avança e multiplicam-se as provas coletivas e individuais no campo racional e no campo moral, para que possamos fazer bem a atual transição de nível planetário. No que compete à Aliança, isso exige a evolução constante de nosso programa.

A Aliança foi criada para contribuir com a evolução da humanidade, junto a tantas outras iniciativas que a Espiritualidade Superior vem desenvolvendo ao longo das eras. Nos momentos de nossas vidas em que nos lembramos de nossa natureza verdadeira, é útil nos indagarmos se e como servimos a uma Causa Maior, pois a Aliança verdadeira é formada por todos nós.

 

Divaldo, uma vida dedicada ao Espiritismo

Divaldo Pereira Franco, atualmente é o espírita mais longevo de quem se tem notícias.

Hoje, 5 de maio, Divaldo está completando 85 anos.

Esperamos e rogamos que o companheiro ainda tenha muito tempo entre nós. A ele, Chico Xavier, Suely Caldas e muitos outros, podem ser creditadas a aceitação e popularização da doutrina dos espíritos no Brasil e no mundo.

 Parabéns, Divaldo!

 

CVV completa 50 anos

O CVV está completando seus 50 anos de fundação. Iniciativa de jovens espíritas oriundos da Federação Espírita de São Paulo – FEESP – em pouco tempo se percebeu que não poderia continuar sendo visto como iniciativa de um grupo de religiosos desta ou daquela denominação. Tornou-se, assim, uma entidade suprarreligiosa.

Criada para viabilizar oportunidades de exercício da mais pura e simples solidariedade, evoluiu, cresceu e hoje conta rede de abrangência nacional. Atualmente, também atende por chat e e-mail, tornando-se um ponto certo para quem precisa conversar, desabafar e não tem alguém por perto em quem confiar.

Os interessados em participar dessa iniciativa precisam passar por um treinamento e para atender às iniciativas dos interessados são oferecidos cursos periodicamente, em diversas cidades.

Se você quer saber mais sobre o CVV, acesse o site clicando aqui.

Em Petrolina há um Centro de Atendimento, fica na Rua Pacífico da Luz, próxima à Igreja Matriz. O telefone é (87) 3861-5033.

Para ser um voluntário, é só enviar um e-mail e aguardar o retorno com as orientações.

E aí? Como Vai Você?

Noite de Celebração!

Essa é a melhor definição para a noite do último sábado (10/12), na F E Jerônimo Mendonça.

Celebrando, ao mesmo tempo, o aniversário de fundação da Casa e a Inauguração da Livraria Yvonne do Amaral Pereira, a F E Jerônimo Mendonça abriu os braços para receber Jamiro dos Santos Filho.

Pela terceira vez visitando a Casa, Jamiro tocou os corações presentes lembrando que neste mês de dezembro celebramos o nascimento de alguém muito especial: Jesus! Conclamou a todos para no dia 24 de dezembro abrirmos nossos corações para receber o Cristo, a fim de que Ele se faça cada vez mais presente em nossas vidas e na sociedade em que vivemos.

Após a palestra, foi servido um lanche de confraternização e Jamiro prosseguiu com uma sessão de autógrafos, nas dependências da Livraria.

Você poderá conferir um pouco do foi essa noite especial, visualizando nosso álbum de fotos.

Fica, desde já, feito o convite a Jamiro dos Santos Filho para que possa retornar o mais breve possível, trazendo sua mensagem de otimismo e de alegria, divulgando o Evangelho de Jesus.