A História do Espiritismo

download

Obra de Arthur Conan Doyle, um importante legado para a propagação da doutrina espírita, neste 22 de maio, relembra-se a data de nascimento deste importante propagador das ideias espíritas e espiritualistas. Muitos talvez nunca tenham ouvido falar de “Conan Doyle”, como é ainda hoje referido,  mas praticamente todos já ouviram falar em Sherlock Holmes, personagem famoso de histórias de ficção. Conan Doyle é seu criador.

Iniciou seus primeiros contatos com a espiritualidade em 1887. Sua compreensão inicial dos fenômenos espíritas foi marcadamente influenciada pelo modo como eram conduzidos na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos, que se distanciava um pouco dos postulados e princípios defendidos na França, por Allan Kardec.

Após uma tragédia familiar, em que perdeu vários membros da família numa sucessão de eventos dolorosos, encontrou consolo na doutrina espírita. Publicou em 1818 “A Nova Revelação”, obra na qual manifesta a sua convicção na explicação espírita para as manifestações paranormais estudadas durante o século XIX, iniciando uma série de publicações em que se dedica a divulgar a hipótese espírita em suas obras literárias, publicando “A Chegada das Fadas” (1921).

Em 1926 publica a obra cujo título tomamos emprestado para nomear este post, “The History of Spiritualim”, obra não literária, de natureza histórica, aborda a história do movimento espiritualista anglo-saxônico (desenvolvido nos países de língua inglesa) e do Espiritismo (desenvolvido na França por Hippolyte Léon Denizard Rivail – Allan Kardec), demonstrando que compreendia e tinha domínio sobre os postulados espíritas e espiritualistas vigentes na época, suas características e particularidades.

Também tratou de estudar o movimento espiritualista alemão e italiano, destacando os fenômenos físicos. Em 1926 aborda o tema na obra ficcional “The Land of Mist”, trazendo o personagem central, o “Professor Challenger”.

A contribuição de Conan Doyle para os espíritas é importantíssima ainda hoje, visto que se percebe ainda hoje nos centros espíritas muita confusão conceitual e doutrinária, entre ideias e doutrinas espiritualistas e espíritas. Observa-se que há quase um século já se dava importância ao estudo sério a fim de identificar as diferenças e características próprias de cada corrente filosófica, visando uma perfeita compreensão.

Fonte: Wikipedia.org/wiki/arthur_conan_doyle

Intolerância – um perigo crescente

No último dia 21 de janeiro a Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República realizou uma comemoração ao Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa. O evento contou com a participação de uma entidade da classe de advogados da Comissão Especial de Direito e Liberdade Religiosa do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), representada pelo presidente Gilberto Garcia.

Ele defendeu a liberdade religiosa para todas as crenças e a importância da Rede de Proteção a Vítimas de Intolerância Religiosa (Reprovir) que, segundo o advogado, “será criada para resguardar todas as manifestações de fé lastradas no princípio constitucional do Estado laico brasileiro, que é a perspectiva que norteia a missão institucional do IAB”.

O Centro Espírita Auta de Souza, em Sobradinho II, região administrativa do Distrito Federal, sofreu um incêndio que destruiu parcialmente as dependências do centro e provocou ferimentos em uma vítima no dia 29 de janeiro de 2015. Um dos episódios recentes do Brasil que demostra a necessidade do país procurar formas de tratar as questões em torno da intolerância religiosa.

Publicado pela FEB

Palestra com Jamiro dos Santos Filho

palestra_jeronimo

O escritor e palestrante espírita Jamiro dos Santos Filho volta à Fraternidade Espírita Jerônimo Mendonça para mais uma de suas palestras. Desta vez, o tema será “Um Estranho Convite”, título do seu mais recente trabalho.

A palestra será no dia 27 de julho de 2013, às 19h.

Sobre o livro, disse o autor:

Eu coloquei nessas páginas um estranho convite. Mas, não me leve a mal, apenas leia até o final. Talvez você jamais tenha ouvido um convite assim e, provavelmente, nunca tenha cogitado essa possibilidade. No entanto, posso garantir que não é brincadeira. É sério e espero que você aceite. Nesse singelo livro falei de um tema doloroso, eu sei. No entanto, tentei colocar o perfume da ternura a fim de me fazer entender. Falei também da flor de lótus que nasce no pântano e aparece pura e perfumada mesmo em águas escuras. Convido-o a ser como a flor de lótus, que nasce no pântano exibindo beleza e força, e nas águas lodosas e sujas desabrocha em flores brancas, imaculadas, uma perfeição da natureza. Usei essa flor como símbolo de quem se faz instrumento do amor, em qualquer lugar ou situação. Espero que esse livro alimente sua alma.

 

Clique aqui para assistir à entrevista de Jamiro.

Conheça as outras obras do palestrante:

Para mais informações, ligue: (87) 8806-0699 – Éder / (87) 8817-6353 – Júnior

Escola de Aprendizes do Evangelho


EAE

A Escola de Aprendizes do Evangelho é um instrumento que auxilia no despertar do homem, no conhecimento interior, no seu aprimoramento moral. Busca a mudança de sentimentos e conquista de virtudes.

Compre esta ideia e frequente uma turma de Escola.

A FE Jerônimo Mendonça encontra-se com inscrições abertas para novos aprendizes.

Venha ao centro e inscreva-se!

As reuniões são aos domingos, 16h.

Para saber mais sobre a Escola, acesse: http://www.alianca.org.br/v2/content.asp?id_nivel=11

 

Estudo sobre reencarnação mapeia histórias impressionantes-brasileiras estão envolvidas

1366122944673-reencarnacao

Duas brasileiras são parte de um estudo feito por um médico americano, que há 40 anos investiga casos de reencarnação. Uma diz que morreu atropelada por um trem; outra, na 2ª Guerra Mundial.

Apesar de não ter comprovação científica, a teoria da reencarnação é estudada pelo médico psiquiatra Jim Tucker, da Universidade da Virgínia, nos Estados Unidos. Ele dá continuidade à pesquisa iniciada há mais de 30 anos pelo também psiquiatra Ian Stevenson, que morreu em 2007.

Tucker diz que foram estudados 250 casos em todo o mundo. As histórias ganharam projeção internacional ao serem exibidas pela TV inglesa. Os pesquisadores colheram relatos impressionantes, inclusive no Brasil.

“Fizeram alguns testes e perguntaram coisas, bom, até então eu não sabia absolutamente nada da reencarnação da minha tia”, conta Yvone Martha, corretora de imóveis.

 

2ªGuerra
A tia-avó de Yvone morreu durante a 2ª Guerra Mundial. Ela foi atingida na nuca por estilhaços de uma bomba em Viena, na Áustria. “Morreu com uma bomba, justamente no local que eu tenho a marca”, explica.

Para os estudiosos, a marca de nascença é um sinal de que Yvone seria a reencarnação da tia-avó. E há outras coincidências: as duas nasceram no mesmo dia: 11 de setembro.

“Eu tinha uns 2 anos de idade mais ou menos. Eu dormia com a minha avó e brigava com ela. Eu abria a gaveta e falava: ‘Como você é desordeira e tal’. Aí ela falava: ‘Mas como você fala assim comigo?’. Aí eu falava: ‘Você não me responda, porque eu sou sua irmã mais velha’”, lembra Yvone.

O fato de Yvone, ainda tão pequena, repetir o comportamento da tia-avó, foi mais um indício para os pesquisadores.

Jim Tucker afirma que até os 3 anos as crianças têm uma janela por onde parecem enxergar fatos de vidas passadas.

Novela
Vidas passadas são tema da novela ‘Escrito nas Estrelas’. Cássia Kiss é Francisca, uma mulher que já morreu.

A personagem requer uma entrega diferente da atriz. “Todas as vezes que eu vou gravar uma cena, eu me concentro, eu fecho os olhos. Eu não costumo fazer isto em outros personagens, eu não me lembro de nenhuma vez, fechar os olhos, juntar as minhas mãos e pedir para ser conduzida da melhor maneira possível”, conta a atriz.

A busca espiritual sempre foi uma questão para Cássia. “Eu acredito em reencarnação. Eu já passei por várias crenças. Mas o espiritismo é o que mais me traz conforto.”

A ideia de reencarnação é milenar. Presente no hinduísmo e no budismo, ela foi incorporada por Allan Kardec, o francês que difundiu o espiritismo.

 “Reencarnação é uma crença antiquíssima na humanidade e que significa a transmigração de uma alma. A pessoa morre e reencarna em outro corpo, mas a identidade do ser permanece a mesma”, explica a Dora Incontri, coordenadora do Congresso Educação e Espiritualidade.

Doença grave

Uma mulher que mora em São Paulo e não quer se identificar diz ter passado por experiências na vida que a fizeram sentir que já morreu e reencarnou. Primeiro, foi uma doença grave que não foi diagnosticada, que teve inicio aos 20 dias de vida.

Sem explicação, ela ficou curada três meses depois, mas a doença deixou marcas que foram estudadas pela equipe do psiquiatra Ian Stevenson. Na época, ela relatou aos pesquisadores pesadelos constantes com trilhos e uma visão: o momento exato em que foi atropelada por um trem, o que justificaria as marcas.

“Veio assim, pronto e acabado, que eu havia sido colhida por um trem e morrido e agora eu estava de novo, aqui na vida reencarnada”, diz ela.

O psicólogo Jayme Roitman, que investiga fenômenos sobrenaturais, avalia que ainda não há provas suficientes da reencarnação. “Como é difícil para o ser humano dizer ‘não sei’, para os cientistas o exercício da ciência costuma ser mais fácil. Enquanto não têm evidências, eles dizem: ‘Não sei, vamos pesquisar mais’”, observa.

Mas as duas brasileiras estão convictas. “Eu acho que entre nós tem muitos reencarnados, creio eu que você seja uma reencarnação também”, acredita Yvone.

“Eu tenho uma convicção de que a reencarnação é uma lei natural que no futuro talvez se transforme na mais importante lei da biologia”, afirma a outra mulher.

Fonte: G1