Dia de Bezerra de Menezes

ANIVERSÁRIO DE BEZERRA DE MENEZES


Hoje comemoramos a data de aniversário de Bezerra de Menezes.
Nossa pequena homenagem a este espírito de escol. Quem foi o homem, quem é este espírito?
Em O Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo XVII – Sede perfeitos, item 3, encontramos a melhor definição para este nosso irmão:
“O verdadeiro homem de bem é aquele que pratica a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza…
Tem fé no futuro, razão por que coloca os bens espirituais acima dos bens temporais”.
Bezerra de Menezes foi um homem de bem, em todas as posições que ocupou, sempre agindo de conformidade com os princípios da caridade e do amor ao próximo.
Nasceu em 29 de agosto de 1831 (à época Kardec, tinha 27 anos incompletos), no Riacho do Sangue, Estado do Ceará.
Foram seus pais: Antonio Bezerra de Menezes e Fabiana de Jesus Maria Bezerra. Recebeu o nome de ADOLFO BEZERRA DE MENEZES CAVALCANTI.
Como filho, estudante de Medicina, político, empresário, médico (“O Médico dos Pobres”), pai e esposo, espírita, foi em verdadeiro cristão.
Como homem cumpriu uma missão; tanto fez na ordem material quanto na ordem espiritual.
Onde trabalhou, não perdeu de vista o progresso dos que estavam à sua volta.
Não só divulgou, como também viveu o Evangelho de Jesus, amparou, sustentou, deu de si mesmo a quantos o procuravam. Olhava para além de um corpo doente, via um espírito em provas a quem dava consolo, esperança e confiança em Deus.
Não retinha bens terrenos; distribuia-os. Devolveu múltiplas vezes o que certa vez recebeu em auxílio, quando não tinha dinheiro para pagar o aluguel do quarto da pensão onde morava, como estudante de Medicina, quando bateu à sua porta um aluno pedindo aulas particulares de Matemática, e pagando-lhe dois meses adiantados. O referido aluno nunca apareceu para as aulas.
Mais tarde, questionando uma orentação espiritual a respeito de seu tabalho médico, onde ele Bezerra,
argumentava que não poderia viver do Espiritismo, o espírito orientador lhe diz: “Se necessário lhe mandaremos outro aluno para aulas particulares”.
Este episódio, fez Bezerra comentar:
– Foi a única vez em estudei a fundo uma lição de matemática e ela me valeu de alguma coisa.
Bezerra de Menezes, o homem que viveu com o bem maior, a prática da Lei de Deus, morreu pobre, mas com a consciência tranquila de que fez todo o bem que estava ao seu alcance.
Retornou à pátria espiritual em 11 de abril de 1900, às 11 horas e 30 minutos, na cidade do Rio de Janeiro.
Sabendo-se, então, como viveu Bezerra de Menezes, como imaginamos tenha sido sua partida desta vida e sua chegada ao Além?
Qual a consequência de um vida marcada pelo amor ao próximo?

A CHEGADA DE BEZERRA AO ALÉM:

Saberemos através do próprio Bezerra, num diálogo com o médium Divaldo Pereira Franco, como foi sua chegada ao Além. (Texto extraído da obra O Semeador de Estrelas, biografia de Divaldo Franco, por Suely Caldas Schubert – Editora Leal).

A FELICIDADE DE BEZERRA DE MENEZES

“Um dia, perguntei ao Dr. Bezerra de Menezes qual foi a sua maior felicidade, quando chegou ao plano espiritual. Ele respondeu-me:
– Minha maior felicidade, meu filho foi quando Celina, a mensageira de Maria Santíssima, se aproximou do leito em que eu ainda estava dormindo e, tocando-me falou, suavemente:
– Bezerra, acorde, Bezerra!
Abri os olhos e vi-a, bela e radiosa.
– Minha filha é você, Celina?!
– Sim, sou eu, meu amigo. A mãe de Jesus pediu-me que lhe dissesse que você já se encontra na Vida Maior, havendo atravessado a porta da imortalidade. Agora Bezerra, desperte feliz.
Chegaram os meus familiares, os companheiros queridos das hostes espíritas que me vinham saudar.
Mas, eu ouvia um murmúrio, que me parecia vir de fora. Então, Celina me disse:
– Venha ver, Bezerra.
Ajudando-me a erguer-me do leito, amparou-me até uma sacada, e eu vi, meu filho, uma multidão que me acenava, com ternura e lágrimas nos olhos.
– Quem são, Celina? – perguntei-lhe. Não conheço ninguém. Quem são?
– São aqueles a quem você consolou, sem nunca perguntar-lhes o nome. São aqueles espíritos atormentados que chegaram às sessões mediúnicas e a sua palavra caiu sobre eles como bálsamo numa ferida em chaga viva; são os esquecidos da Terra, os destroçados do mundo, a quem você estimulou e guiou. São eles que o vêm saudar no pórtico da eternidade. . .
E o Dr. Bezerra concluiu:
– A felicidade sem limites existe, meu filho, como decorrência do bem que fazemos, das lágrimas que enxugamos, das palavras que semeamos no caminho, para atapetar a senda que um dia percorreremos.

*******************/****************
Bem meus irmãos muito teríamos ainda para escrever sobre este querido espírito de escol. Há uma extensa obra biográfica, dentre as quais cito:
Bezerra de Menezes o Médico dos Pobres – F. Acquarone – Editora Aliança.
Bezerra de Menezes Ontem e Hoje – Organizado por Juvanir Borges – Editora FEB.
Lindos Casos de Bezerra de Menezes – Ramiro Gama – Editora CELD.
DVD – Vida e Obra de Bezerra de Menezes, palestra proferida no Congresso Nacional, na cidade de Brasília (DF), em agosto de 2005, por Divaldo Pereira Franco. (Pode ser adquirido pela internet pelo site: tvcei.com)
E, para finalizar, um vídeo, com algumas imagens do filme Bezerra de Menezes – O Diário de Um Espírito, cujo DVD foi produzido pela http://www.foxvideobrasil.com.br:

Tenha um final de semana de muita Paz, Harmonia, Amor e Luz, junto aos seus familiares, amigos, mas principalmente daquels que o Pai, de Bondade, Justiça e Misericórdia infintas, lhe enviar para que sejas instrumento permanente de Seu Amor e Caridade.

Autora : Marluce Faustino/RJ
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s