Quem foi Pontius Pilatus

Pilatos é um personagem muito conhecido e mesmo muito popular no drama da paixão de Jesus Cristo. O povo o introduziu na sua linguagem em expressões como: “Lavar as mãos como Pilatos” ou “como Pilatos no Credo”, entretanto Pilatos não é muito bem conhecido do ponto de vista histórico.

O nome Pilatos significa armado com um dardo ou aquele que trás um pilus, um barrete de feltro usado pelos escravos que eram manumetidos como símbolo de liberdade.

Pilatos foi o quinto Governador da Judéia, no ano VI da era cristã, depois que Arquelau foi deposto.  Por influência de Sejano, Pilatos foi nomeado governador pelo Imperador Tibério no ano 26 do calendário romano como sucessor de Valerius Gratus. Durante muito tempo, foi proibido a um governador romano levar a esposa para uma região onde houvesse rebeliões e desavenças interna, entretanto, Pilatos chegou à Judéia acompanhado de Cláudia Procula sua esposa pois o Imperador Augusto havia levantado esse interdito.

Pilatos não fez um governo pacífico em Jerusalém porque possuía um forte desperezo pelos judeus e suas instituições. Em muitas oportunidades, agiu de um modo cruel e arbitrário como no caso dos símbolos de poder romano, pequenas águias de prata que ele, durante a noite introduziu na cidade, causando um profundo mal estar entre os judeus. Filon, um judeu helenizado, descreve Pilatos como um homem mau,  sem misericórdia, determinado e inflexível .

O caráter de Pilatos se revela no modo como conduziu o caso Jesus. De fato, ele desejava  fazer justiça desde que não prejudicasse os seus interesses mas não colocava a justiça acima de seu próprio egoísmo. A sua pergunta não era qual é o meu dever, mas qual é o meu interesse. Reconhecia que Jesus era inocente e gostaria de libertá-lo mas se o fizesse iria desgostar as autoridades do Templo. Para ser agradável a estes, mandou que se açoitasse cruelmente o acusado. Permitiu aos soldados romanos infligissem dolorosas torturas ao homem  que, há pouco, havia declarado inocente e,por fim, em um extremo de covardia, lavou as mãos permitindo que Jesus fosse crucificado.

O governo de Pilatos acabou abruptamente. Um impostor samaritano prometeu  aos seus seguidores  que, se subissem com ele ao Monte Garazim, mostraria o lugar onde Moisés teria escondido uma grande quantidade de vasos de ouro que pertenciam ao Tabernáculo. Como muitos desses levassem armas, Pilatos mandou cercar o lugar com suas tropas e causou uma grande mortandade. Os samaritanos fizeram uma queixa formal e Vitelius, legado da Síria e superior imediato de Pilatos e o governador de Jerusalém foi chamado a Roma para explicar seus atos. Antes, porém, que ele chegasse am Cidade dos Césares, Tibério faleceu (17 de março do ano 37). A partir daí, Nada mais se sabe de Pilatos. Parece que foi banido para Viena sobre o Reno ode teria posto fim à própria vida.

  José Carlos Leal

Fonte: Correio Espírita

Anúncios

Um pensamento sobre “Quem foi Pontius Pilatus

  1. Após a leitura do livro Há Dois Mil Anos observa-se que Pônico Pilatos suicidou-se em Viena nas Gálias. Penso tratar-se de Vienne cidade francesa que fica às margens do rio Ródano (Rhône em frncês), e não Viena (Vienne, em francês), capital da Áustria que fica às margens do Rio Danúbio e não do Reno.
    Estou pesquisando para confirmar o fato.
    A cidade francesa de Vienne (Viena em português), fica a 35 km de Lyon (antiga Lugdunum romana) é palco de eventos narrados no livro Ave Cristo.
    Espero resposta se possível, aradeço antecipadamente. Com muita paz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s